Do pequeno ao grande investimento, o Programa de Desenvolvimento da Empresa Catarinense (Prodec), coordenado pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE) atua em todo Estado com a missão de fomentar o desenvolvimento e a geração de emprego em todas as cidades.

Nesta quarta-feira (7), o secretário da SDE, Lucas Esmeraldino, visitou empresas habilitadas pelo programa na cidade de Santo Amaro da Imperatriz e Palhoça, na Grande Florianópolis, onde foram incentivados cerca de R$ 73 milhões de investimentos privados.

a39e48dd cd2d 45c3 aa81 1b1f66c7c1c4
'É importante sair da cadeira e, em um movimento proativo se aproximar de quem está na ponta", secretário Lucas Esmeraldino. 

“Temos uma gestão focada em resultados e para isto é importante sair da cadeira e, em um movimento proativo se aproximar de quem está na ponta. Ouvir empresários, prefeitos e investidores de cada região e alinhar parcerias com o apoio dos municípios, é assim que vamos fomentar, cada vez mais, a geração de empregos e desenvolvimento”, destacou o Secretário.

A Flexicotton chegou em Santa Catarina em 2008 e o Prodec foi o seu canal condutor que facilitou a implantação. De lá pra cá, com uma media de crescimento de 25% no faturamento ao ano, chega a uma nova fase de ampliação e expansão, onde estima um investimento de R$ 14,8 milhões com a produção de produtos inovadores para o segmento de higiene pessoal, hastes flexíveis ecológicas e biodegradáveis, únicas no Brasil, sendo assim um projeto inovador para o país, já que as que existem no mercado atual são 100% importadas. Os investimentos proporcionarão a geração de 12 novos empregos diretos e 210 indiretos e uma estimativa de faturamento de R$75 milhões, com uma arrecadação de ICMS de R$2,1 milhões.

d0580d56 f4c0 4605 994b 828dc95e25cf
Flexicotton usou Prodec para se instalar em SC (Foto: Maurício Vieira)

“Quando a empresa veio do Paraná para Santa Catarina o Prodec foi muito importante na implantação. Agora o segundo projeto, ampliação e desenvolvimento - maior investimento da história, será determinante. Um fomento extremamente importante para o crescimento da empresa. Acredito que esta desburocratização que está sendo buscada pelo Governo Estadual, na figura do secretário e do Governador, é o que a gente precisa para fazer com os investimentos voltem a acontecer e os resultados apareçam”, avalia o presidente da empresa, Jacinto Silveira.

Localizada mais ao centro da cidade de Santo Amaro da Imperatriz, numa charmosa casa amarela, está a cervejaria Badenia. Com uma estrutura mais modesta de 13 funcionários, o sócio proprietário, Oliver Boje, também foi habilitado pelo Prodec. Teve então, a oportunidade de investir na área e concretizar o sonho de implantar a cervejaria artesanal. Propulsora do turismo na cidade recebe clientes atraídos pela culinária típica alemã e a tradicional cerveja artesanal.

“A habilitação pelo Prodec nos ajudou de forma que pudemos investir na compra do terreno para construir nossa casa e comprar os equipamentos e assim começar a nossa história”, finaliza o proprietário da cervejaria.

Para o secretário de Administração da Prefeitura de Santo Amaro da Imperatriz, Adriano de Medeiros Caldas, “este tipo de incentivo tem um papel muito importante no Município que abrange vários tipos de empresas. Por exemplo, a Flexicotton é uma empresa que chega a exportar seu produto e a Cervejaria Badenia traz pessoas para o Município que vem prestigiar a gastronomia alemã. São dois perfis diferentes que o programa abrange”, observa.

Palhoça

e81b5276 2fbd 400b 9df7 8254f25de5c3


O secretário de Estado conversou com sócio fundador da Ventisol, Alexis Morales. Fundada há 20 anos em Palhoça, a empresa que atua no segmento de ventilação, tem o objetivo de aumentar a linha tradicional da empresa em 130% nos próximos seis anos. Com investimentos previstos de R$ 67 milhões, a ampliação do parque fabril permitirá a entrada de novos produtos no mercado e proporcionará a geração de 240 novos empregos diretos e 600 empregos indiretos. Com esse novo investimento a empresa prevê um faturamento de R$ 423 milhões, gerando uma arrecadação de R$ 8.5 milhões o que representa um aumento de 163% com relação a arrecadação atual.

Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável
Jornalista: Mônica Foltran
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Telefone: (48) 3665-2261/ 99696 1366