O governador Carlos Moisés anunciou medidas importantes para auxiliar famílias de baixa renda em relação às tarifas de água e luz. Na manhã deste sábado, 21, foi divulgado que a Celesc irá adiar o pagamento das faturas dos meses de março e abril para esse público. Já a Casan irá isentar estas famílias do pagamento da conta por 60 dias.

conta de luz 20200321 1619869815
Foto: Julio Cavalheiro/Secom

As medidas da Celesc irão beneficar mais de 36 mil famílias cadastradas junto ao Programa Social do Governo Federal (Cadastro Único ou que recebem o Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social). A empresa concedeu o adiamento de pagamento das faturas dos meses de março e abril para que sejam parceladas em até 12 vezes, a partir da fatura do mês de maio.

Já a Casan beneficiará cerca de 7 mil famílias que usufruem do benefício da Tarifa Social Social da empresa estadual de saneamento, que estão isentas de pagamento da fatura pelos próximos 60 dias. Com apoio das agências reguladoras, a decisão foi tomada pelo Governo do Estado e a empresa com o objetivo de estimular ainda mais os hábitos de higienização, fundamental para combater o novo coronavírus.

“Os cortes de água foram suspensos temporariamente. Precisamos garantir que as pessoas tenham acesso à água, promovendo saúde e prevenindo o contágio”, reforça a diretora-presidente, Roberta Maas dos Anjos. Ela acrescenta que, no entanto, o uso consciente da água também é fundamental, já que o estado ainda enfrenta um período de estiagem.

A tarifa social tem valores 28% mais baratos do que as demais tarifas. Os dois critérios para usufruir da tarifa social são renda familiar de até dois salários mínimos e estar registrado no Cadastro Único do Governo Federal.

Os consumidores que ainda não possuem cadastro junto à Companhia devem regularizar suas ligações, garantindo o recebimento de uma água segura e de qualidade, analisada laboratorialmente, permitindo a promoção de saúde aos catarinenses.

Assim como todos os demais serviços da Companhia, a Tarifa Social pode ser requerida de forma remota, pelo telefone 0800 643 0195, acessando o site www.casan.com.br ou baixando o Aplicativo CASAN SC.

Sobre a comissão

A Comissão de Desenvolvimento Econômico (CDE) do Governo de Santa Catarina é coordenada pelas Secretarias do Desenvolvimento Econômico Sustentável (SDE) e da Fazenda (SEF), composta por representantes da Secretaria da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural (SAR); Agência de Desenvolvimento do Turismo de Santa Catarina (Santur); Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE); Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina (Badesc); Centrais Elétricas de Santa Catarina S.A (Celesc); e Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan).

“As medidas são de extrema relevância para apoiar o cidadão catarinense neste momento difícil e desafiador, onde, estamos trabalhando arduamente para amenizar os impactos que devem afetar a economia do Estado”, ressaltou o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável, Lucas Esmeraldino.