Foi publicada nesta semana o boletim do Programa Produtor de Água do Rio Camboriú contendo as ações realizadas entre os meses de março a julho de 2020. O projeto , que é uma iniciativa da Prefeitura de Balneário Camboriú e empresa Municipal de Água e Saneamento (EMASA), tendo a parceria da Agência de Regulação de Serviços Públicos de Santa Catarina (Aresc), vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico (SDE), visa garantir a conservação dos recursos hídricos na bacia do Rio Camboriú, estimulando proprietários rurais a adotarem práticas conservacionistas em suas propriedades por meio de incentivo financeiro.

produtor agua

Para que o produtor receba o pagamento, são realizadas visitas técnicas a fim de certificar se as ações de conservação e restauração estão sendo executadas de acordo com contrato de adesão entre proprietário e o Programa. Como destaca o boletim, em virtude da pandemia Covid-19 as vistorias junto às propriedades passaram a ser realizadas com o uso de drone, resultando em 15 visitas técnicas no período de maio a julho deste ano.

Atualmente, o Produtor de Água do Rio Camboriú conta com 27 produtores rurais que adotam em suas propriedades, práticas de recuperação das áreas degradadas, a conservação dos remanescentes florestais nativos, o manejo adequado do solo e a conservação de estradas rurais. São 70,97 hectares de área em processo de restauração e 1154,60 ha de área conservada.

O programa é desenvolvido também em parceria com a organização ambiental The Nature Conservancy (TNC), Prefeitura Municipal de Camboriú, Agência de Regulação de Serviços Públicos de Santa Catarina (ARESC), Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Camboriú, Centro de Informações de Recursos Ambientais de Hidro meteorologia de Santa Catarina (EPAGRI/CIRAM) e a Agência Nacional de Águas (ANA).

Confira o boletim aqui.

*Informações e foto: Aresc/GovernoSC*