fapesc 1desenvolvedores 20211001 1535035209
Fotos: Comunicação/Fapesc

A pandemia elevou a demanda por profissionais qualificados na área de tecnologia da informação. Santa Catarina tem neste momento mais de 2.500 vagas em aberto. Para reduzir esse déficit, que afeta principalmente as empresas do setor, a Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina (Fapesc) vai investir R$ 4 milhões para formar 1.260 novos desenvolvedores.

O Programa de Apoio a Curso de Formação de Desenvolvedores para Tecnologia de Informação - TI no Ecossistema de Inovação de Santa Catarina foi lançado na última segunda-feira, 27, em parceria com a Associação Catarinense de Tecnologia (Acate). “Essa chamada pública vem atender a uma demanda do mercado de Santa Catarina, não só de tecnologia. Hoje, com a pandemia, acelerou o processo de digitalização e os avanços tecnológicos em todos os tipos de empresas”, afirmou o presidente da Fapesc, Fábio Zabot Holthausen.

Santa Catarina é destaque nacional no setor de tecnologia, com 12 mil empresas, geração de mais de 60 mil empregos diretos e um setor que fatura anualmente mais de R$ 18 bilhões. O maior desafio para a área é conseguir profissionais qualificados, alertou o presidente da Acate, Iomani Engelmann: “Nossa perspectiva, em um estudo recente que fizemos, é abrir 16 mil novas vagas até 2023. Para isso, estamos contando com a Fapesc, neste edital para programadores. É algo inédito no nosso Estado”.

Pela chamada pública 42/2021, serão destinados R$ 4.032.000,00 às universidades comunitárias, para desenvolverem cursos na forma de programas de extensão universitária, com carga horária de 600 horas. Essa formação permitirá aos alunos terem competências em programação e desenvolvimento de sistemas. Além da formação de novos desenvolvedores, o programa fará ainda a ponte entre os estudantes e o mercado, papel que será executado pela Acate, ao conectar esses alunos às empresas.

As 1.260 vagas oferecidas para formação de profissionais de TI estão divididas entre as seis regiões de Santa Catarina. Cada uma contará com 210 oportunidades.

fapesc 1desenvolvedores 20211001 1917402249

Além de reduzir o déficit, esses novos profissionais vão contribuir com o desenvolvimento em diferentes pontos do estado. É o que defende o secretário de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Luciano Buligon: “O setor de tecnologia e inovação já responde por uma fatia significativa da nossa economia e o mercado de trabalho está aquecido. O edital possibilitará a qualificação de jovens em várias regiões, onde será possível multiplicar as oportunidades”.

O Programa de Apoio a Curso de Formação de Desenvolvedores para Tecnologia de Informação - TI no Ecossistema de Inovação de Santa Catarina é a primeira ação desenvolvida pelo grupo de trabalho SC+TEC, criado pelo Governo do Estado para buscar soluções para o déficit de profissionais na área de tecnologia da informação. Além da Fapesc, também fazem parte do SC+TEC a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico, a Secretaria de Estado de Educação, a Secretaria de Estado de Administração, a Secretaria de Estado da Fazenda, o Gabinete do Chefe do Executivo e a Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc).

“Estamos muito satisfeitos com o atendimento do Governo do Estado e com a Fapesc sendo parceira neste edital, que realmente vai fazer muita diferença na vida dos catarinenses”, enfatizou Engelmann. O edital 42/2021 já está publicado no site da Fapesc. As inscrições para as universidades submeterem propostas vão até 25 de outubro. Confira todas as chamadas públicas abertas em www.fapesc.sc.gov.br.

Informações adicionais para imprensa:
Gisele Krama
Assessoria de Imprensa
Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de SC - Fapesc
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Telefone: (48) 3665-4857 / 99122-2201
Site: www.fapesc.sc.gov.br