Image 2021 11 24 at 08.33.26 1

O Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina concedeu a Licença Ambiental Prévia (LAP) para abatedouro de animais de grande porte da empresa Montebelo Indústria e Comércio de Carnes atuar no município de Palmitos. O empreendimento representa investimento de cerca de R$ 120 milhões e a previsão é que 550 novos empregos sejam gerados na localidade.

“Um investimento milionário que vai gerar mais empregos e abrir novas portas na cidade de Palmitos. Este é o objetivo do Governo de Santa Catarina que trabalha em conjunto de maneira integrada para promover o desenvolvimento sustentável em todas as regiões e trazer mais oportunidades aos catarinenses”, comenta o secretário de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Luciano Buligon.

A empresa Montebelo atua no ramo da indústria frigorífica e desenvolve as atividades de abate de bovinos, suínos e ovinos. A área proposta para a instalação do empreendimento está localizada às margens da BR-158, Km 136 sendo que entre as medidas mitigatórias para realização da obra estão a revegetação de aterros e taludes; controle, coleta e destinação adequada de resíduos sólidos; monitoramento e controle ambiental durante a execução das obras e operação do empreendimento e implantação de tratamento de efluente sanitário.

Para o presidente do IMA, Daniel Vinicius Netto, cada licença emitida é sinônimo de controle ambiental e proteção ao meio ambiente. “Trata-se de mais licenciamento de grande porte emitido pelo IMA com o intuito de garantir que as atividades produtivas sejam menos impactantes para o meio ambiente e que o Estado de Santa Catarina continue de desenvolvendo de forma sustentável”, afirma Daniel.

"Este é um empreendimento importante para o desenvolvimento regional do Extremo Oeste, fruto da união de esforços de empreendedores, cooperativas e do Governo do Estado, que agilizou os processos para que as obras iniciassem o quanto antes. Mais um empreendimento que irá gerar oportunidades, emprego e renda para toda a região. É Santa Caratarina no rumo certo", enfatiza o secretário da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Altair Silva.