COP 27

A  COP 27, que acontece no Egito, foi palco do acordo entre representantes dos estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná e Mato Grosso do Sul com o intuito de frear os  impactos das mudanças climáticas e a redução das emissões de gases de efeito estufa. O objetivo é uma atuação efetiva e imediata dos governos envolvidos  para a resposta global à ameaça da mudança do clima. 

A assinatura ocorreu no sábado, 12, entre os representantes dos estados da Comissão do Meio Ambiente do Conselho de Desenvolvimento e Integração Sul (Codesul) reunidos na 27ª Conferência das Partes das Nações Unidas sobre Mudança Climática a Meeting Room do Multilevel Action Pavilion (ICLEI LGMA Pavilion), em Sharm el Sheikh, e conta com o apoio do ICLEI. 

Para Leonardo Porto Ferreira, Secretário Executivo do Meio Ambiente de Santa Catarina, um dos signatários da iniciativa e coordenador da Câmara de Meio Ambiente do Codesul, o compromisso assinado no Egito, além de fortalecer as ações integradas entre os estados do Sul, vai elevar Santa Catarina a um patamar além das fronteiras nacionais, sendo um dos estados que mostra a sua preocupação com o futuro ambiental, e atuação efetiva na busca soluções para um desenvolvimento sustentável.

“Ninguém faz nada sozinho e o compromisso ambiental é de todos nós. Com esta assinatura, Santa Catarina firma seu compromisso de responsabilidade diante dos impactos mundiais em relação às mudanças climáticas. Damos exemplo e atraímos com isso, empreendedores, pesquisadores e gestores públicos que convergem pelo mesmo ideal”, avalia Ferreira.

“Destaco a importância de participar desse protocolo de intenções uma vez que o IMA tem todo interesse em fomentar e incentivar bem como auxiliar enquanto órgão parceiro e irmanado de todos os participantes para alcançar os objetivos propostos e a resposta global à ameaça da mudança do clima, o tratamento dos impactos decorrentes dessas mudanças e a redução das emissões de gases de efeito. Além de significativo potencial para o aumento de energias renováveis na geração de energia (biomassa, eólica, solar e pequenas centrais hidroelétricas), contribuindo com o fornecimento de matéria prima para biocombustíveis, significando um potencial de melhoria de eficiência energética do seu parque industrial. Buscando assegurar os benefícios da salubridade ambiental”, enfatiza Daniel Vinicius Netto, Presidente do Instituto do Meio Ambiente Estado de Santa Catarina (IMA) .

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Jairo Sartoretto, a participação do Governo de Santa Catarina na COP27 e a assinatura deste acordo por meio do Codesul, é também um passo a mais para o desenvolvimento sustentável, “o que irá contribuir para a atração de empresas que tem em sua visão e valores o compromisso ambiental, fortalecendo assim a atuação conjunta entre empresas e governos em prol do meio ambiente”, enfatiza. 

Protocolo de Intenções 

O Protocolo de Intenções foi assinado considerando que os estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná e Mato Grosso do Sul abrangem extensas áreas e o desenvolvimento sustentável é inseparável.  Em 2019 na Conferência Brasileira de Mudança do Clima os estados firmaram seus compromissos de criar um mapa  para acompanhamento e monitoramento do progresso dos estados.

A identificação e monitoramento das vulnerabilidades aos impactos e o planejamento econômico e socioambiental do bloco regional inclui diversos ecossistemas, que apresentam diversidade ecológica além de significativo potencial para o aumento de energias renováveis, como por exemplo: biomassa, eólica, solar e pequenas centrais hidroelétricas, que contribuem para o fornecimento de matéria prima para biocombustíveis, significando um potencial de melhoria de eficiência energética do seu parque industrial. 

Assinatura

O documento também foi assinado por Gustavo Salvador Pereira, Secretário Executivo do Codesul; Micheli Tassiani Petry, Secretária do Codesul; Marjorie Kauffmann, Secretária de Meio Ambiente e Infraestrutura do Rio Grande do Sul; Daniel Vinicius Netto, Presidente do Instituto do Meio Ambiente Estado de Santa Catarina; Domingos Antonio Velho Lopes, Secretário de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural do Rio Grande do Sul; Rafael Andreguetto, Diretor de Políticas Ambientais da Secretaria de Desenvolvimento Sustentável e do Turismo do Paraná; André Borges, Presidente do Instituto do Meio Ambiente do Mato Grosso do Sul; e Ivonete Coelho Chaves, Diretora de Licenciamento e Outorga do Instituto Água e Terra do Paraná.

Mais informações para a imprensa:

Mônica Foltran

Assessoria de Comunicação

Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável – SDE

Fone: (48) 3665-2261 / 99696-1366

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Site: www.sde.sc.gov.br

Escrito por: