catarinenses ganham apoio para comercializacao de produtos na loja oficial do artesanato brasileiro 20220325 1708807465

Ao longo de 2022, a Secretaria de Estado do Desenvovlimento Econômico Sustentável (SDE), por meio da Coordenação Estadual do Artesanato de Santa Catarina, da Diretoria de Emprego e Renda, oportunizou a participação do artesanato catarinense em quatro feiras nacionais.  O retorno financeiro em vendas dos produtos atingiu mais de R$ 170 mil, impactando positivamente na economia local e beneficiando 100 artesãos diretos e mais de 300 de forma indireta, com a geração de trabalho e fomento da renda.

“As Feiras Nacionais são a vitrine da produção artesanal catarinense. Além de consumidores diretos, esses eventos garantem boas oportunidades de negócios/encomendas, permitindo assim valorizar a produção, gerando trabalho e renda para os artesãos envolvidos direta e indiretamente na produção, durante um longo período”, destaca o secretário da SDE, Jairo Luiz Sartoretto. 

Para a Secretária do Conselho Estadual do Artesanato e da Economia Solidária, Fabiana Lopes Ribeiro, a participação em feiras nacionais de artesanato é de grande importância devido a presença de lojistas e apreciadores de artesanato, dando visibilidade ao trabalho diverso e criativo dos artesãos catarinenses. “Além disso, demonstra como o artesanato pode ser utilizado no desenvolvimento da economia como meio de geração de renda, tornando-se um importante canal de escoamento dessa produção e oportunizando a divulgação do Estado por meio do artesanato”, conclui. 

A conquista é comemorada pela Coordenação Estadual do Artesanato, pela Federação das Associações Profissionais de Artesãos - FAPASC, e pelos artesãos, mostrando que o incentivo à produção, aliado a esse impulso para o desenvolvimento econômico, gera bons resultados.

Para o Presidente da FAPASC, Paulo Baasch, 2002 foi um ano de muito avanço. “O artesanato tem que ser inserido na estrutura governamental e estamos fechando, graças ao apoio da SDE, a criação de uma feira nacional de artesanato, que será realizada anualmente em Florianópolis”, destaca.

Um dos artesãos que participou das feiras ao longo do ano foi Walney Barbie, funcionário público aposentado que começou a produzir peças de madeiras torneadas em 2019 e intensificou os trabalhos na Pandemia. Após descobrir os editais da SDE, ele conseguiu levar as peças para outros estados. “Se eu fosse expor sem ajuda de Santa Catarina, seria impossível, pois o frete é caríssimo. Esse apoio é importante para ajudar a logística dos artesãos”, destaca. 

Como participar das feiras e outras dúvidas 

Selecionados por edital, os artesãos e as entidades representativas que participaram das feiras nacionais este ano obtiveram da SDE o suporte de transporte das mercadorias e exposição de suas obras, essencial para o fomento do setor. A Coordenação Estadual do Artesanato de Santa Catarina também é responsável pela emissão da Carteira Nacional do Artesão, dentre outras ações.

Mais informações sobre o trabalho da Coordenação Estadual do Artesanato de Santa Catarina  podem ser obtidas pelos telefones (48) 36652258 / 988639155 ou pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Texto: Pablo Mingoti 

Mais informações para a imprensa:

Mônica Foltran

Assessoria de Comunicação

Secretaria do Desenvolvimento Econômico Sustentável – SDE

Fone: (48) 3665-2261 / 99696-1366

E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Site: www.sde.sc.gov.br